login
senha
ainda não tem cadastro? faça-o aqui

Insuficiência Cardíaca


O que é a insuficiência cardíaca?

A insuficiência cardíaca representa uma das manifestações clínicas mais comuns de uma doença do coração. Insuficiência Cardíaca não significa que existe uma interrupção do trabalho do coração. Na verdade, o coração está incapacitado de bombear o sangue em quantidade suficiente para as necessidades de todo o organismo. Esta é a chamada insuficiência cardíaca sistólica. Em outras situações, o coração perde a capacidade de relaxar e receber o sangue proveniente do corpo e dos pulmões. Esta é a chamada insuficiência cardíaca diastólica, que como já foi dito o maior problema não é relacionado a perde de força de contração do músculo cardíaco, mas sim a redução da capacidade de receber uma adequada quantidade de sangue. Tanto numa situação como na outra, ocorre uma diminuição do fluxo de sangue para órgãos vitais como cérebro, rins, aparelho digestivo e outros tecidos.

Um dos primeiros órgãos a ser afetados são os rins. Ocorre uma retenção de água e sal, aumentando o volume total de líquidos no corpo. Estes líquidos se acumulam nos tecidos, e provocam um inchaço ou mais precisamente, um edema. Quando o ventrículo esquerdo do coração está comprometido, o líquido se acumula nos pulmões e produz o edema pulmonar, que se manifesta no paciente por uma sensação de falta de ar. Caso o ventrículo direito esteja comprometido, o líquido se acumula no fígado, membros inferiores e tornozelos. Na insuficiência cardíaca congestiva, os dois ventrículos são afetados. É por este motivo que freqüentemente se recomenda a redução da ingestão de sal (que retém água no organismo) e se administram diuréticos que promovem a eliminação de excesso de líquido no organismo.

Quais são as causas de insuficiência cardíaca?

As mais comuns são as seguintes:

  • Hipertensão arterial
  • Doença arterial coronariana (angina)
  • Ataque cardíaco (infarto do miocárdio)
  • Arritmias
  • Diabetes mellitus
  • Obesidade
  • Doença de válvulas cardíacas
  • Doença do músculo cardíaco (cardiomiopatia ou miocardiopatia)

Quais sintomas o paciente apresenta?

Os sintomas mais comuns são:

  • falta de ar (dificuldade para respirar),
  • cansaço físico;
  • inchaço nos tornozelos, pés, pernas e, às vezes, no abdômen.

Com a insuficiência do ventrículo esquerdo, os pulmões ficam congestos, causando falta de ar, que inicialmente surge aos grandes esforços (como subir escadas ou ladeiras), depois aos médios, e posteriormente a falta de ar ocorre até mesmo em repouso. Com a piora, surge a falta de ar quando o paciente está deitado, sendo por vezes obrigado a se levantar e ficar sentado (ortopnéia) na cama para melhor respirar (dispnéia paroxística noturna). Pode evoluir para um quadro de descompensação ainda mais grave, denominado edema agudo de pulmão, em que a falta de ar aparece subitamente e é associada à tosse, chiado no peito, culminando em morte, se não houver tratamento urgente.

Com a falência do ventrículo direito, aparece o edema, ou o inchaço, principalmente de tornozelos, pernas, fígado e até de todo o abdômen, devido ao acúmulo de líquidos nesses órgãos.

Como é feito o diagnóstico de insuficiência cardíaca?

Não existe um teste específico para determinar se existe ou não insuficiência cardíaca.

O diagnóstico clínico normalmente é feito quando os sintomas aparecerem. Os sintomas relacionados à dificuldade de respiração, fadiga e inchaço são comuns e podem ser encontrados também em outras condições clínicas.

Seu médico diagnosticará se existe ou não insuficiência cardíaca através da realização de história clínica detalhada, exame físico e vários exames e testes, visando:

  • identificar a presença de doenças e condições que podem causar insuficiência cardíaca;
  • eliminar outras causas que produzem sintomas semelhantes;
  • determinar o grau de lesão do músculo cardíaco e avaliar a capacidade de desempenho do coração.

Histórico médico e familiar: seu médico questionará se você e outros membros de sua família têm ou tiveram alguma doença que podem causar insuficiência cardíaca. Interrogará sobre seus sintomas, incluindo características, momento da ocorrência, frequência, duração e intensidade dos mesmos. As respostas servirão para o diagnóstico mais preciso e  para determinar os níveis mais adequados para suas atividades físicas.

Exame físico: é realizado em várias etapas, tais como:

  • ausculta (com estetoscópio) do coração procurando identificar se o número  de batimentos está baixo ou elevado além de detectar ruídos anormais;
  • ausculta dos pulmões para verificar se existe acumulo de líquidos;
  • verificar se há edema nos tornozelos, pés, pernas, abdômen, aumento do tamanho do fígado e engurgitamento de veias no pescoço.

Exames e testes complementares: se forem detectados sinais e sintomas de insuficiência cardíaca, os seguintes testes poderão ser realizados, para confirmar o diagnóstico e planejar o tratamento:

  • Electrocardiograma;
  • Radiografia do tórax;
  • Determinação dos níveis de BNP (Brain Natriuretic Peptide);
  • Monitorização eletrocardiográfica dinâmica (sistema Holter);
  • Cintilografia do miocárdio;
  • Cateterismo cardíaco;
  • Angiografia coronária;
  • Testes de esforço;
  • Avaliação da função da tiróide, dos rins, do fígado e níveis de eletrólitos no sangue (sódio, potássio…).

Qual o tratamento para a insuficiência cardíaca?

Seu médico indicará a melhor forma de tratamento para seu caso e você deverá discutir e tirar todas as suas dúvidas, pois o entendimento é fundamental para o resultado do tratamento.

O tratamento inclui obrigatoriamente uma dieta com baixo teor de sal e restrição de líquidos. Podem ser empregados vasodilatadores, diuréticos, cardiotônicos e outros medicamentos. Nem sempre é possível tratar a causa que levou à insuficiência cardíaca, mas com os recursos que existem atualmente, é grande a possibilidade de um controle a longo prazo.

Podem ser candidatos ao transplante cardíaco àqueles pacientes que, apesar de um tratamento intenso e rigoroso, apresentam sinais de piora em seu quadro clínico.

Lembre-se que o sucesso de seu tratamento depende de você. Esteja atento para tomar seus medicamentos, faça mudanças dietéticas, pratique atividades físicas sempre orientadas e controladas. Viva um estilo de vida saudável, e dentro do possível com o mínimo de estresse.

Dicas do Dr. Knobel

  • A insuficiência cardíaca é uma condição em que o coração não consegue fornecer uma quantidade de sangue adequada às necessidades do organismo;
  • Pode ser causada por várias doenças ou condições que prejudicam o desempenho do músculo cardíaco;
  • Pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum entre as pessoas acima de 65 anos;
  • Os sintomas mais comuns são falta de ar, cansaço para realizar esforços e edema nos membros inferiores e por vezes no abdômen;
  • É importante que você e sua família entendam o que está acontecendo e discutam as opções de tratamento com seu médico.

Este material tem propósito informativo e não dispensa a necessidade de consulta a profissional qualificado e habilitado.

Copyright © Cardiologia Knobel 2010. Todos os direitos reservados.