O consumo de ovos e o colesterol

Prezados amigos A polêmica de ingestão de ovos e consequente aumento dos níveis de colesterol é antiga. No passado esse fato praticamente não era contestado e nos congressos que frequentei nos EUA sempre existia um estande da associação dos criadores de aves e produtores de ovos, contestando esse conceito. Esse trabalho recém-publicado volta a incriminar … Ler mais

Pão Branco ou Arroz Branco? Índice glicêmico revelando risco de Doença Cardiovascular.

Em todo o mundo, o consumo de alimentos com alto índice glicêmico foi um preditor de doença cardiovascular (DCV) e morte, relataram pesquisadores a partir de um estudo observacional. Em comparação com pessoas que comem alimentos com baixo índice glicêmico, aqueles que comem alimentos com alto índice de carboidratos correm maior risco de eventos cardiovasculares, … Ler mais

As Diretrizes de Atividade Física da OMS abordam comportamentos sedentários

Mais tempo sedentário está associado a resultados adversos à saúde, crianças e adultos devem limitar seu tempo sedentário, de acordo com as novas diretrizes sobre atividade física da Organização Mundial de Saúde. Esta é a primeira vez que o grupo aborda especificamente o problema. O grupo disse que não há evidências suficientes para determinar um … Ler mais

Saúde mental em idosos durante a pandemia COVID-19

Nessa pandemia de Covid-19 ficou bem estabelecido que o distanciamento e isolamento entre ostros cuidados é fundamental para evitar à disseminação da virose. Porém nem tudo é isento de efeitos colaterais. Todos nos, profissionais da saúde e outros, em qualquer idade e independente de outros fatores sofremos um impacto emocional que não havíamos até então … Ler mais

Doença Cardiovascular e saúde mental são entidades associadas

Entenda: A doença cardiovascular (DCV) precisa ser tratada no contexto da saúde psicológica do paciente, pois está bem estabelecido que o estado psicológico afeta a saúde cardiovascular e o prognóstico. Nesse artigo científico da American Heart Association (AHA), os autores enfatizam que os médicos devem ir além do tratamento do estado da doença e tratar … Ler mais

Doença cardiovascular ainda é a principal causa de morte em todo o mundo

18,6 milhões de mortes atribuídas a doenças cardiovasculares em 2019, representando um aumento de 17,1 por cento em relação a 2010 As doenças cardíacas continuam sendo a principal causa de morte em todo o mundo, com 18,6 milhões de mortes atribuídas a doenças cardiovasculares em todo o mundo em 2019, de acordo com um relatório … Ler mais

Poluição do ar aumenta a mortalidade por Infarto do Miocárdio

Um estudo demonstrou que , a exposição a partículas grandes e pequenas, bem como ao dióxido de nitrogênio, foi significativamente associada com aumento da probabilidade de morte por infarto agudo do miocárdio (IAM). Os investigadores encontraram evidências consistentes de que a exposição de curto prazo a material particulado com diâmetro aerodinâmico de 2,5 μm ou … Ler mais

O consumo de álcool pode aumentar o risco de arritmia cardíaca

Introdução do autor: Está bem estabelecida a relação entre ocorrência de arritmias cardíacas, (principalmente fibrilação atrial) e a ingestão de bebidas alcoólicas. É clássica a ”holiday heart syndrome”, caracterizada pela presença de fibrilação atrial após um fim de semana, quando muitas pessoas nos EUA ingerem bebidas alcoólicas em excesso e vão procurar os serviços de … Ler mais

Ingerir bebida alcoólica; uma má ideia nessas 10 situações

1) Com antibióticos Pode causar efeitos colaterais ao interagir certos medicamentos e interferir com o tratamento, o que pode levar a vômitos, dor de cabeça, tontura etc. Em alguns casos o efeito pode ser reduzido. 2) Com antidepressivos Nesse caso, a bebida alcoólica pode piorar os sintomas e também acentuar tonturas, sonolência e lentificar as … Ler mais

Uma mensagem de otimismo e esperança: Feliz 2021

Prezados amigos, Mais um ano se passou, e o atual seguramente não será facilmente esquecido. Todos nós, independentes daqueles que sofreram vantagens ou perdas econômicas (na sua maioria) sentimos o impacto da solidão, do distanciamento, do medo e até pavor em ser vítima dessa pandemia ainda não totalmente decifrada. Mesmo distantes tivemos uma grande aproximação … Ler mais