Mais da metade dos pacientes com COVID-19 tem lesões cardíacas

A revista Newsweek, em 13 de julho desse ano relata que: “Um estudo sobre exames cardiologicos de pacientes com COVID-19 revelou que mais da metade teve algum tipo de dano cardíaco”. Entre “o total de 1.116 pacientes, 667 (55 por cento) apresentaram anormalidades nessa análise e um em cada sete participantes teve o que os pesquisadores descreveram como ‘anormalidades graves’, de acordo com o artigo publicado na revista European Heart Journal – Cardiovascular Imaging”. De acordo com os resultados, “aqueles com exames anormais eram mais propensos a serem mais idosos e com problemas cardíacos subjacentes”, mas depois que os pesquisadores “excluíram pacientes com problemas cardíacos existentes de suas análises, a proporção de resultados anormais de exames e aqueles com doença cardíaca grave era semelhante”, o que “sugere que os problemas estavam relacionados ao COVID-19, disseram eles”.

A publicação de Modern Healthcare descreve que : “A maioria dos pacientes testados não apresentava problemas cardíacos pré-existentes; no entanto, 46% desse grupo apresentaram anormalidades cardíacas, com 13% mostrando sinais de doença grave. “Os indicadores normais que alertariam os médicos sobre a possibilidade de um problema cardíaco não estavam presentes na maioria dos pacientes que tiveram ecocardiogramas anormais”. Apenas 11% dos pacientes com exames anormais relataram dores no peito, enquanto sinais de arritmia ou batimentos cardíacos irregulares foram encontrados em apenas 5% do mesmo grupo”.

Fonte: CV News Digest por e-mail. Bulletin Healthcare em 14 de Julho de 2020.