Níveis elevados de vitamina D podem ser prejudiciais

Níveis elevados de vitamina D podem ser prejudiciais

Suplementos com altas doses de vitamina D não parecem melhorar a densidade mineral óssea em adultos saudáveis e podem até ter um impacto negativo, de acordo com um estudo do Journal of the American Medical Association (JAMA).

Cerca de 300 adultos saudáveis com idade entre 55 e 70 anos foram aleatorizados para receber 400, 4000 ou 10.000 UI de colecalciferol (Vitamina D) por dia durante 3 anos.

A dose mais alta de vitamina D (10.000 UI e 4.000 UI) foi associada com maior perda de densidade mineral óssea no rádio do que 400 UI. A dose de 10.000 UI, mas não a dose de 4.000 UI, também foi associada a reduções significativas na tíbia. Os pacientes que receberam doses mais altas apresentaram maior risco de hipercalcemia e hipercalciúria. A força óssea não diferiu entre os grupos.

Os autores do estudo concluem: “Estas descobertas não apoiam um benefício da suplementação de vitamina D em altas doses para a saúde óssea; mais pesquisas seriamão necessárias para determinar se a Vitamina D em altas doses é prejudicial”.

Fonte: Lauren A. Burt et al. JAMA. 2019;322(8):736-745