O Poder da Atenção Plena e Compaixão

O Poder da Atenção Plena e Compaixão

Nos últimos anos, tem sido observado um aumento acentuado na pesquisa apontando para a atenção plena (mindfulness) e a compaixão como formas confiáveis para os profissionais de saúde melhorarem sua resiliência, desempenho, relacionamentos e bem-estar.

Mindfulness é a consciência que surge quando deliberadamente dirigimos nossa atenção para nossa experiência interior, para os outros e para o ambiente ao nosso redor. Porém, mais do que apenas focalizar sua mente, é sobre sua mentalidade – a atitude ou filtro através do qual você vê o mundo. A atenção plena reforça a mentalidade de estar aberto, receptivo e compassivo.

Você pode mudar seus padrões mentais através da prática repetida de novas mentalidades e hábitos – um conceito chamado neuroplasticidade. Através da repetição de práticas mentais, como práticas de respiração consciente, meditação e compaixão, você pode fortalecer as áreas do cérebro associadas à autoconsciência, controle da atenção, regulação emocional e compaixão. A ciência é convincente. Um estudo da Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara, mostrou que apenas oito minutos de prática de atenção plena melhoraram a concentração e reduziram o raciocínio dispersivo.

Eis as conclusões e oportunidades: você pode aprender a mudar radicalmente como você se relaciona com suas experiências diárias e com outras pessoas e cultivar a capacidade de ser mais atento e compassivo

Respiração Consciente

A respiração consciente treina a capacidade de concentrar a atenção, ao mesmo tempo que acalma a mente e o corpo:

Use a respiração como âncora. Sinta as sensações de respirar: ar entrando no nariz, no peito ou no abdômen subindo e descendo. Onde quer que você possa discernir mais facilmente, a respiração pode ser sua âncora de atenção.

Reconheça e retorne. Quando a sua mente vagueia, como acontece naturalmente, simplesmente observe-a e gentilmente volte sua atenção para a respiração.

Siga um ciclo completo de respiração: a inspiração, a expiração e o espaço entre as respirações. Permita que sua mente descanse na respiração.

Use frases úteis, como “entra, sai…” ou “aqui, calma…”, ou contando respirações para prender sua atenção ao inspirar e expirar.

Meditação da “gentileza e amor”

A meditação da “gentileza e amor” fortalece o cuidado e a compaixão por si e por outras pessoas e promove o equilíbrio emocional:

Comece com a respiração consciente para tranquilizar a mente e o corpo. Você pode fazer isso em apenas três respirações ou demorar alguns minutos, dependendo do seu dia.

Agora lembre-se de um ente querido que você ama com facilidade e incondicionalmente. Veja-os completamente em sua mente, sorrindo para você, enviando-lhe desejos amorosos. Sinta as emoções positivas que podem surgir em você.

Ofereça bons desejos ao seu amado. Repita silenciosamente frases como “Que você seja feliz”; “Que você seja saudável”; “Que você seja pacífico”; “Que você saiba que você é amado.”

Em seguida, lembre-se de colegas de trabalho, pacientes e colegas, e envie-lhes bons desejos, repetindo o mesmo conjunto de frases. Você pode estender esses desejos em círculos cada vez mais amplos.

Estenda ainda mais, a toda a organização de saúde, hospital ou indústria. Você pode ampliar o círculo para todos os seres vivos ao fortalecer sua prática.

Termine de enviar desejos gentis para si mesmo e observe o efeito em sua mente e corpo.

Ferramentas sustentáveis, portáteis e adaptáveis para o bem-esta,

Tente integrar a respiração consciente ou a meditação da “gentileza e amor ”em sua rotina diária. Comprometa-se com 10 minutos por dia durante um mês, de manhã, em um intervalo curto, ou entre pacientes. E não tire isso da pesquisa – seja seu próprio cientista. Sintonize o que você observa: uma mudança em seu estado emocional, uma diminuição no autofoco com uma mudança para ser orientado para os outros, ou talvez os sentimentos positivos associados de bem-estar. Onde você sente isso no seu corpo? Essa mudança impulsiona um aumento na empatia e compaixão, o que pode beneficiar você e todos em sua prática – e em sua vida.

Que você esteja bem.

Autor: Laurie Cameron é a autora do The Mindful Day: maneiras práticas de encontrar foco, calma e alegria de manhã à noite (National Geographic, 2018). http://bit.ly/themindfulday

Artigo publicado pela primeira vez no Journal of Medical Practice Management, janeiro-fevereiro de 2018