Hipertensão do “Avental Branco” e risco cardiovascular

A hipertensão do avental branco é definida como pressão arterial elevada no consultório acompanhada de medidas normais da pressão arterial fora do consultório.

Por outro lado o efeito do avental branco é definido como pressão arterial elevada no consultório em um paciente tratado para hipertensão com leituras normais fora do consultório. Os riscos associados à hipertensão do avental branco e ao efeito do avental branco não são claros.

Em uma meta-análise de 27 estudos comparando desfechos cardiovasculares de pacientes com hipertensão do jaleco branco ou efeito versus pacientes normotensos, a hipertensão do jaleco branco foi associada a um risco aumentado de mortalidade cardiovascular e por todas as causas e um risco não significativamente maior de todos os eventos cardiovasculares.

Em contraste, o efeito do avental branco não foi associado ao aumento do risco. Embora não seja habitualmente iniciado tratamento com medicamentos para a hipertensão do avental branco, a modificação do estilo de vida deve ser incentivada e as medidas de pressão arterial fora do consultório devem ser monitoradas visando detectar o desenvolvimento de hipertensão agravada ou prolongada.

Referência: Cohen JB, Lotito MJ, Trivedi UK, et al. Cardiovascular Events and Mortality in White Coat Hypertension: A Systematic Review and Meta-analysis. Ann Intern Med 2019.