Dieta mediterrânea: uma receita muito útil na 3ª idade.

Dieta mediterrânea: uma receita muito útil na 3ª idade.

A dieta mediterrânea pode tornar os idosos menos propensos a fragilidade senil e ajudá-los a manter sua saúde e independência, segundo sugere uma nova pesquisa.

A fraqueza – caracterizada pela diminuição da força muscular, perda de peso e baixa energia – é comum entre idosos. Os idosos fragilizados têm maior risco de quedas, fraturas, hospitalização, deficiência cognitiva, demência e morte prematura.

Acredita-se que a nutrição pode desempenhar um papel importante com relação à fragilidade senil. Os pesquisadores analisaram dados de quatro estudos para determinar se uma dieta saudável pode reduzir o risco de fragilidade em idosos. Os estudos incluíram cerca de 5.800 idosos na França, Espanha, Itália e China.

Observaram que seguir uma dieta mediterrânea tem muitos benefícios. Essa dieta é concentrada no consumo de alimentos como frutas, vegetais, grãos inteiros, legumes e nozes. Os dados da pesquisa foram publicadas online em 11 de janeiro no Journal of the American Geriatrics Society. “Nós achamos a evidência muito consistente, de que pessoas idosas que seguem uma dieta mediterrânea tiveram risco menor de se tornar frágeis com a idade”, disse a pesquisadora Kate Walters, do University College de Londres.

“Aqueles que seguiram a dieta mediterrânea foram menos propensos de se tornarem frágeis em um período de quase quatro anos em comparação com aqueles que seguiram a dieta por menos tempo” disse ela em um comunicado.
No entanto, não está claro se as pessoas que seguiram uma dieta mediterrânea tinham outros fatores que podem ter ajudado a prevenir a fragilidade. E o estudo não provou que uma dieta mediterrânea realmente causou menor risco de fragilidade, apenas constatou que havia uma associação.

“Os estudos foram ajustados para diversos fatores que poderiam ser associados – por exemplo, idade, gênero, classe social, hábito de fumar ou de ingerir bebida alcóolica, tempo de exercício físico e condições de saúde diversas. No entanto, pode haver outros fatores que não foram mensurados e que não podemos explicar” disse Walters. “Nós agora precisamos de grandes estudos que analisem uma amostra maior ao seguir uma dieta mediterrânea quanto irá reduzir seu risco de se tornar frágil com o envelhecimento”, concluiu.

Veja no infográfico o ranking contendo as 5 dietas mais recomendadas segundo a USNews & World Report (2018):

 

 

 

Fonte: https://www.medicinenet.com/script/main/art.asp?articlekey=209452&ecd=mnl_sen_011118