Apnéia do sono

Apnéia do sono

O que apnéia do sono?

A apnéia do sono é um distúrbio comum que pode ser muito sério. Nele há a interrupção da respiração por alguns segundos durante o período de sono. Cada pausa tipicamente pode durar entre 10 a 20 segundos ou mais.  Com estas pausas, causadas pela obstrução do nariz ou da garganta, pode haver redução na oxigenação sanguínea. Assim, o cérebro ocasiona despertares rápidos durante a noite, os quais a própria pessoa sequer percebe. Ao somar-se todos estes períodos de despertares, o tempo de sono eficaz é muito pequeno e o indivíduo já acorda cansado.

Pessoas com apnéia do sono freqüentemente roncam. No entanto, nem toda pessoa que ronca tem apnéia do sono. Algumas pessoas com apnéia do sono não sabem que roncam e dificilmente podem detectar este problema. Assim, um membro da família ou o parceiro podem informar os sintomas da apnéia primeiro.

A apnéia do sono acontece mais frequentemente em pessoas que estão acima do peso, mas pessoas magras também podem ter este distúrbio.

A falta de tratamento para este problema pode aumentar as chances de ter pressão alta e até mesmo um ataque cardíaco ou derrame. Pode também aumentar os riscos de desenvolver diabetes e causar acidentes no trânsito. Pesquisas indicam que pacientes com esta síndrome sofrem acidentes de trânsito sete vezes mais que a população geral.

 

Outros sintomas incluem:

  • sono agitado;
  • dificuldade de concentração;
  • irritabilidade;
  • esquecimento;
  • mau humor;
  • ansiedade;
  • depressão;
  • impotência;
  • obesidade ;
  • dia sonolento.

 

Diagnóstico

O diagnóstico é realizado por meio dos relatos do paciente e, se necessário, de algum membro da família ou parceiro, pois muitas vezes o próprio paciente não percebe que desperta ou pára de respirar dormindo.

Diversos exames para avaliação das vias aéreas superiores (nariz, boca e garganta) e do aparelho cardiovascular podem ser realizados.

A polissonografia também pode ser realizada, consistindo de um exame no qual o paciente dorme uma noite no hospital, tendo vários sensores registrando diversos fenômenos (cardíacos, respiratórios, neurológicos, musculares, oculares).

Qual a forma de tratamento?

O tratamento consiste no uso de medicamentos, aparelhos especiais para manter a respiração durante o sono ou mesmo algum tipo de cirurgia, adequando-se à necessidade do paciente, quando diagnosticadas outras causas para a apnéia, como problemas anatômicos das vias aéreas superiores.

O tratamento tem base nas características de cada paciente, dependendo da intensidade da apnéia.

Outras medidas que auxiliam no tratamento da apnéia do sono leve consistem em evitar a ingestão de bebidas alcoólicas antes do sono, ter um local silencioso para dormir e horários regulares para dormir e acordar.

 

 

Este material tem propósito informativo e não dispensa a necessidade de consulta a profissional qualificado e habilitado.